linwein@terra.com.br
 
 
  Orações do povo de Cristo 
 



Apresentação

Existe na história da igreja cristã uma continuidade de adoração, de súplica e de intercessão muito mais acentuada do que a continuidade doutrinária. Não é fácil distinguir entre orações formuladas por Lutero, Calvino, Erasmo, Tomás de Aquino, Bernardo de Clairvaux e outros homens da Igreja. Às vezes estes se combateram asperamente no terreno das doutrinas e dos dogmas, mas é interessante e significativo observar que em suas orações todos falam uma linguagem semelhante. Parece que os filhos de Deus, ao falarem com o Pai, conseguem pôr de lado suas questões e altercações humanas, sintonizando suas antenas com o Deus único e verdadeiro, Pai de Jesus Cristo, e por ele também o Pai de todos os que nele crêem.

Assim cremos que nossa coletânea de orações poderá dar impulsos salutares a um ecumenismo que é intrínseco ao evangelho. Ecumenismo que não está interessado em fundir organizações, mas em unir corações, sob o céu claro da revelação de Deus em Jesus Cristo. As orações do passado, bem como as oriundas de outras terras e de outros continentes, possuem uma riqueza que nenhuma época e nenhuma área isolada são capazes de gerar. Poderão ser uma escola de oração para todos nós, um convite para superarmos formas individualistas e egocêntricas de orar, para nos colocarmos no espaço amplo da igreja universal e para nós mesmos formarmos um elo na corrente de oração que existiu, ininterrupta, numa verdadeira sucessão apostólica, desde os tempos de Cristo até os nossos dias.

Não rogo somente por estes meus
discípulos, mas também por aqueles
que vierem a crer em mim,
por intermédio de sua palavra,
a fim de que todos sejam um,
e como és tu, ó Pai, em mim e eu
em ti, também sejam eles em nós.
(Jesus Cristo – João 17.20=21)

Lembra-te, Senhor, de tua igreja,
para salvá-la de todo o mal, e para
aperfeiçoá-la em teu amor.
Conduze aquela que tu santificaste
e reune-a dos quatro ventos no teu
reino que lhe preparaste. Pois teus são
o poder e a glória para sempre.
(Doutrina dos Apóstolos, espécie de
ordem eclesiástica, fins do 1. séc.).

Graças te damos, ó Deus, por teu dileto
Filho Jesus Cristo, que nos enviaste nos
últimos tempos para ser nosso Salvador
e nosso Redentor e por quem tudo consumaste.
(Egito, segundo século)

A ti, Deus, louvamos. A ti, Senhor,
testemunhamos.A ti, Pai eterno, digno
de toda a adoração, honramos.
Teus são todos os anjos, todos os céus,
todos os poderes. A ti glorificam
querubins e serafins.Santo, santo, santo,
Senhor Deus dos exércitos celestiais!
(Oração litúrgica do 3. século)

Quem chegará a ti? O espírito pesquisador,
com todo o seu cismar, não o conseguirá.
À tua presença só chega a fé em teu Filho
Jesus Cristo, tua verdade, nossa vida.
(Efram o Sírio,306-373)

Pai, concede-nos sabedoria para te conhecer,
zelo para te buscar, um coração disposto
a meditar sobre ti, uma vida dispostaa
anunciar-te, no poder do Espírito do nosso
Senhor Jesus Cristo.
(Ambrósio, bispo de Milão, 4. século)

Voltar as costas a ti significa cair.
Voltar o rosto a ti significa ressurgir.
Viver em ti dá refúgio eterno. Em todas
as nossas tarefas queiras dar-nos o teu
apoio, em toda a nossa insegurança
queiras guiar-nos, em todo sofrimento
dar-nos a tua paz.
(Santo Agostinho, 354-430)

A ti, Senhor, queremos glorificar de
manhã.A ti queremos adorar ao fim
do dia. Nosso pobre canto te enalteça
agora e continue a ressoar eternamente.
(Monges beneditinos, 6. século)

Meu Deus e Senhor, tu és minha esperança.
Dá que nesta vida cresça meu conhecimento
de ti , para ser consumado na vida eterna.
Dá que aqui cresça meu amor a ti e que lá
chegue à maturidade, a fim de que minha
alegria nesta vida seja grande na esperança.
Na vida eterna, porém, seja perfeita na tua glória.
(Anselmo de Cantuária, 1033-1109)



Senhor Jesus, quando nós mesmos
queremos resistir ao mal, descobrimos que somos
fracos demais para o conseguir. Transforma
tu nossa noite em dia. Guia-nos por teus
caminhos até nos receberes em tua cidade
eterna onde veremos a tua face.
(Bernardo de Clairvaux, 1091-1153)

 

Sublime, glorioso Senhor, ilumina as trevas
do meu coração e dá-me vera fé, firme
esperança e perfeito amor. Dá também,
Senhor, o reto sentir e conhecer, para que
eu possa cumprir a ordem sagrada que em
verdade me deste.
(Francisco de Assis, 1182-1226)

 

Louvo-te, Senhor, salva que fui por tua
misericórdia. Louvo-te, Senhor, honrada
que fui por teu rebaixamento. Louvo-te,
Senhor, orientada que fui por tua sabedoria.
Louvo-te, Senhor, guardada que fui por
teu poder. Louvo-te, Senhor, erguida que
fui por tua bondade.
(Mechthild de Magdeburg, século 13)

 

Cristo fiel, faze-nos seguir a ti, homens fracos
que somos. Dá-nos um espírito corajoso e
pronto para obedecer, um coração sem temor,
munido de fé verdadeira e de esperança firme.
E se formos fracos, que tua graça nos abra caminho.
(João Hus, mártir, 1369-1415)

 

Senhor, não queremos deixar-nos vencer
por pânico algum. Antes queremos viver
como pessoas que sabem de um conforto
totalmente diferente, um conforto superior
àquele que o mundo possui. Outros se fiam
em seu poder e fortuna terrenos. Nós, porém,
queremos ter nosso consolo em ter um Deus
que certamente nos assistirá.
(Martim Lutero, Reformador, 1483-1546)

 

Senhor, o primeiro homem, tu o formaste
de barro. Penso que eu serei de material
mais duro. Tu vais precisar de teu martelo,
Senhor, para me lapidar. Deus, meu escultor,
vem e bate, eu sou a pedra!
(Michelangelo Buonarroti., escultor, 1475-1564)

 

Pai do mundo, a nós astrônomos não compete
visar a glória de nosso próprio espírito, mas
sim, a honra do Criador. Louvai ao Senhor,
harmonias celestes, e vós que conheceis as
harmonias reveladas. Também tu, minha alma,
louva a teu Deus. Quero louvá-lo enquanto
viver. Porque a partir dele, através dele e por
ele existe tudo o que conhecemos e também o
que não conhecemos.
(Johannes Kepler, astrônomo,1571-1630)

 

Pai celeste, não peço nem por saúde nem
por doença, nem por vida nem por morte.
Peço-te que disponhas de minha saúde, de
minha doença, de minha vida, de minha
morte para teu louvor e para minha salvação.
Só tu sabes o que serve para o meu bem.
Só tu és o Senhor. Dá-me, ou tira de mim,
mas faze minha vida ser semelhante à tua vida!
(Blaise Pascal, matemático francês,1623-1662)

 

Senhor, dá-me o que quiseste que teus servidores
tenham, ao quererem ser úteis a ti: um jugo que
sirva para meus ombros, paciência e intrepidez,
ação e descanso na justa medida, humildade ao
viver em tua graça sublime, assim que ela seja
meu vestido de honra.
(Nikolaus L. von Zinzendorf, 1700-1760)
Deus, Santo Espírito, glorioso poder, cuja
graça cria tudo em mim! Se houver algum
bem em minha vida, o mérito é só teu, Senhor.
(Johann Sebastian Bach, compositor, 1685-1750)

 

Senhor de meus dias, arranca de meu peito a
serpente da ambição pelo poder, que é a fonte
de tantos instintos maus. Dá que eu reconheça
meus próprios pecados, assim que jamais condene
um irmão. Que assim o espírito da humildade,
da paciência e do amor, sim, da castidade,
sempre avive e alimente meu coração.
(Alexander Puschkin, escritor russo,1799-1837)

 

Senhor, eu não me poderia dar por satisfeito
em saciar a minha própria sede. Preciso
clamar por um Pentecostes para todo o
mundo, para todos os povos. Preciso clamar a ti
para que a humanidade toda venha a ser atingida
pela chuva de teu Espírito Santo.
(Traugott Hahn, mártir (Báltico), 1875-1919)

 

Senhor, mesmo que nos dês a beber o cálice
amargo do sofrimento, cheio até as bordas,
nós o aceitamos gratos e sem tremer, pois
ele vem de tuas mãos boas e amadas.
(Dietrich Bonhöffer, 1906-1945)

.........................................................................................................